Doce Vampiro
BEM VINDO!!!!

Registre-se, ou faça seu login, e divirta-se conosco!!!
Doce Vampiro

Quando o leão se apaixona pelo cordeiro...
 
InícioInício  GaleriaGaleria  Registrar-seRegistrar-se  LoginLogin  
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Rising Sun(Sol Nascente) A história de Renesmee
Sab 24 Maio 2014, 21:15 por janaisantos

» NightFall Continuação da Fic Rising Son (Sol nascente) A história de Renesmee
Sab 24 Maio 2014, 20:23 por janaisantos

» Cullen Favorito (fora o Ed)
Seg 20 Maio 2013, 02:10 por Claudia Coleridge

» Se você pudesse viver para sempre, pelo que valeria a pena morrer ?
Sex 26 Abr 2013, 07:51 por saracullen

» New Night .... trilhando novos caminhos
Sex 26 Abr 2013, 07:29 por saracullen

» Nova por aqui!
Ter 19 Mar 2013, 21:42 por Vitoria Lazar

» Recém Chegada
Ter 19 Mar 2013, 21:38 por Vitoria Lazar

» Parede de sangue
Ter 08 Jan 2013, 08:44 por Marina cullen

» O Vampiro que descobriu o Brasil
Qua 21 Nov 2012, 18:32 por Ivinny Viana Barbosa

» Vampirismo
Ter 20 Nov 2012, 19:18 por Gaby D. Black

» O que você faria...?
Ter 20 Nov 2012, 18:54 por Gaby D. Black

» [Fic] Sol da meia-noite
Qui 15 Nov 2012, 09:34 por Gaby D. Black

» Qual foi sua cena preferida em Amanhecer ??
Qui 05 Jul 2012, 14:09 por G@by Swan

» Primeiras imagens de Amanhecer - Parte 2
Qui 05 Jul 2012, 13:45 por G@by Swan

» The Emotionless Shadow | Tudo Tem Um Preço
Dom 27 Maio 2012, 18:00 por gisamachado

» FANFIC - Jacob e Nessie - Sol do Meio Dia
Dom 27 Maio 2012, 15:48 por Tânia

» Solstice, the sequence of Blizzard | Por mais escura que tenha sido á noite, o sol sempre vem pela manhã.
Dom 27 Maio 2012, 14:46 por Yasmim L

» As mudanças do cabelo de Edward
Qua 23 Maio 2012, 22:09 por celina62

» O que você mudaria no Rob?
Sab 14 Abr 2012, 20:48 por Marina cullen

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum Irmão

Compartilhe | 
 

 Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 26 Ago 2011, 17:23

Tekka como você não entrou até as seis... Crying or Very sad
Eu vou postar a fic pra não gerar atraso nos cap's Rolling Eyes
agora só vai dar pra gente se falar na segunda pale
merdamerdamerda
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 26 Ago 2011, 18:01

Chapter IV
Renesmee C. POV / Point Of View=Ponto de Vista
Minha respiração estava pesada e ofegante, meus pés descalços quase não tocavam o chão gelado pela manhã.
Eu corria pelas montanhas e florestas e não encontrava nada nem ninguém, tudo estava vazio e silencioso, derrepente um cheiro familiar invadiu minhas narinas. Corri em direção aquele aroma que me fazia sentir em casa.
- Ness o que foi que você fez? – a voz transbordava desapontamento.
- Pai?
Acordei assustada, olhei ao redor e quase me perguntei onde eu estava, mas então a imagem de Karl veio a minha cabeça e tudo se esclareceu. Eu estava no esconderijo Volturi, sorri com a constatação do fato. Eu nunca fui a rebelde da familia, na verdade eu sempre fui correta demais, até minha querida vó tinha seus momentos.
Essa foi a primeira vez que eu fiz algo que meu deu vontade, sem precisar me explicar, nem pensar em ninguém. Eu precisava fazer isso, pensar num meio de burlar esse destino idiota que já está traçado, perto dele seria mais dificil ainda. Eu sempre soube que essa coisa de imprinting existia entre os lobos, mais pra mim, com jake essa magica ainda não tinha acontecido. Como fui enganada, a magica aconteceu bem antes de eu ter nascido e agora o destino me obriga a amar aquele cujo já desejou minha propria mãe? Eu não sou um prêmio de consolação. Não é assim que as coisas funcionam.
Quando Karl me contou toda a sua historia, eu primeiramente senti medo, vontade de correr para os braços da minha familia e pedir ajuda, mais daquela vez eu decidi ouvir aquela pequena voz que fica no fundo da minha mente me pedindo para jogar tudo pro alto, para ser aquela que estaria indo contra a força da natureza, digamos assim. Essa não sou eu eu, não estou no meu normal e é isso qu eu estou tentando fazer, trapacear o que está escrito pra ver se aquele cachorrinho acorda e entende que eu nunca vou ser a Emily dele.
Me levantei e fui até o banheiro. Precisava de um banho, de banheira de preferência. Éhh até que a decoração do quarto era de bom gosto, Alice teria aprovado. Acho que fiquei uma meia hora submersa na água quente antes de me lembrar de que eu teria uma "aula" com Alec na biblioteca sobre a historia do clã. Resolvi vestir uma blusinha com um laço enorme que Alice havia me dado mês passado, uma saia rodada e uma sapatilha de cor creme. Me olhei no grande espelho que havia de frente pra cama e não me senti bonita o suficiente.
Calma. Porque eu tinha que estar impecável? É só uma aula sobre um clã que eu odeio com um professor meio atrapalhado, é esse Alec é meio atrapalhado. Ontem ele veio aqui e não conseguiu dizer uma frase completa, o pior é que eu amei isso nele.
Sentei no sofá e fiquei esperando por ele, enquanto comia meu café da manhã. Ele disse que viria me buscar porque eu não conhecia o castelo ainda, mas porque eu estou sentindo esse frio na barriga como se borboletas estivessem voando descordenadamente dentro de mim?
As batidas na porta quebraram meu momento confuso.
- Posso entrar? – ele perguntou um pouco timido, eu gostei da voz dele parecia veludo aos ouvidos.
- Hum.. sim, pode entrar. – ele abriu a porta, seu perfume invadiu o comôdo e rapidamente se tornou o aroma predominante. Ele estava vestido em trajes negros, preto parecia a única tendência por aqui.
- Bom dia! – ele disse sorrindo. Que sorriso torto perfeito, fiquei meio desconcertada, demorei para reunir as palavras da resposta.
- Para você também! – foi incontrolável, tive que sorrir também.
- Está pronta para a aula? – seus olhos percorreram meu corpo de cima a baixo, ele parecia ter gostado do que viu.
- Sim, sobre o que será a aula? - Ahh eu estive pensando em começar pelo inicio, já que você agora faz parte do clã merece conhecer essa história. – ele revirou os olhos, ele parecia estar mais relaxado na minha presença.
- Então, vamos? – perguntei dando um passo em sua direção, o que ele fez em seguida provocou um arrepio que percorreu todo o meu corpo, ele pegou na minha mão e foi me me mostrando o caminho para essa tal biblioteca com um sorriso estampado no rosto, para onde estavamos indo mesmo?
A biblioteca era enorme, 2 vezes o tamanho do salão principal e olha que ele já era bem grande. E ele seguiu falando sobre a quantidades de livros que ali havia, de copias raras e de uma tal menina que em 5 anos só conseguiu ler metade dos livros que tinha ali. Fomos em direção a um canto reservado com duas poltronas, um sofá, uma lareira e uma mesa no meio lotada de livros empilhados. Era meio distante do resto do lugar colossal, parecia até outro comodo.
Tinha uma mulher sentada em uma poltrona, pra falar a verdade ela não estava sentada mais sim largada na poltrona, ela havia se jogado de lado e posto os pés pra cima. Eu não conseguia ver o rosto dela, pois estava escondido atrás de uma copia de Hamlet. E que senso de moda era aquele? Ela parecia uma menina abandonada.
- Eu separei uns livros em que tem umas imagens importantes, só para você dar uma olhada. Como dizem, uma imagem vale mais do que mil palavras – Alec disse enquanto se sentava aos pés do sofá e começa a revirar a pilha de livros a sua frente. Sentei ao seu lado, bem do lado. Afinal, que mal havia? Ele achou os livros que procurava, eram dois livros de pinturas um do séc. 16 e outro do 17, meus olhos se arregalaram. É, eles realmente eram antigos. Ele reparou esse meu momento de choque.
- Não me pergunte minha idade, eu já parei de contar os anos. – ele disse enquanto folheava as paginas do livro do séc. 16. Parou em uma gravura, parecia uma familia da realeza. Ele apontou para a gravura e me perguntou – Reconheci alguém nessa imagem?
A primeira vista eu não vi nenhum rosto familiar mas foi coisa de 5 segundos antes de eu reconhecer aquele rosto bem no centro da imagem –
CAIUS!- Isso. Como pode perceber ele era um principe de um reino vizinho, foi transformado em seus 23 anos por nada mais nada menos que – ele virou umas duas paginas e apontou para um outro rosto – Marcus que ainda não passava de um recém nascido, puro descuido. Acabaram sendo adotados, digamos assim, por um italiano que ainda era um mero nômade naquela época, mas que sempre foi ambicioso.
- ARO
– adivinhei
- Éhh... Aro. Então os três se uniram e viajaram o mundo, Nez...- Nez? – perguntei surpresa, isso seria um apelido?
- Me desculpa, é que eu me lembro da primeira vez que te vi e seus pais a chamaram de Nessie e esse é o nome de um monstro, eu não te acho um mostro – eu ri alto, sempre pensei o mesmo – Mais seu nome é mesmo grande e ficar falando Renesmee toda vez que eu quiser me referir a você é complicado, então Nez simplesmente surgiu e... - ele foi soltando tudo de uma vez, olhando para o nada e aquela cena parecia mais uma pintura de um anjo desatento do que a de um vampiro empolgado.
- Eu gosto de Nez. – disse pondo a minha mão sobre o seu braço para fazer ele parar de falar.
- Eles viajaram o mundo ... e? –tentei fazê-lo lembrar da onde estavamos antes do "Nez", se bem que a cara que ele fez quando eu o toquei era tão encantadora que me doía desfazê-la.
- E ... e eles conheceram muitos clãs diferentes, inclusive o romeno, muitos nômades diferentes, cada um com seu talento único. Não demorou muito para Aro ter um plano formado, ele já havia crescido o seu clã o suficiente para ser capaz de invadir e destruir o esconderijo romeno. Ele queria o poder que eles transpareciam ter, então Aro arquitetou um plano para tomar o poder e assim tornar o seu clã a 'familia real' vampira ...
- Na verdade Alec, Aro não queria poder ele queria era Afton, você sabe disso, mas Afton não queria se desgarrar de seu clã para entrar para o nosso. Então o que ele fez? Destruiu o clã romeno e disse para Afton que ele havia sido perdoado, ele, idiota, se sentiu grato e praticamente beijou os pés daquele autocentrista.
– aquela garota se intrometeu na historia de Alec, apresentando com um tom tão superior a sua versão que a primeira coisa que eu senti foi raiva. Quando ela abaixou a capa do livro, pudi ver seu rosto. Ela estava ontem no salão, ela era a menina do vestido preto perfeito, a menina de Karl, a menina que Alec olhava como se fosse a coisa mais importante do mundo. Agora eu sentia era ódio - Então Alec, não tenta diminuir os atos de Aro que o velho não merece. – ela sorriu e o que me deixou mais chocada foi o fato que Alec retribuiu o sorriso.
- Nez, essa é Electra. Elle, essa é Renesmee. – ele nos apresentou esbanjando felicidade. Karl havia me dito que ela tinha uma conexão com Alec, só que as vezes ele falava de Alec com um pouco de ciumes, será que? Ahh não.
- Prazer em conhecê-la – sorri meio sem jeito. Falsidade não era meu forte.
- O prazer é todo meu. – juro que se eu fosse meu pai eu leria na mente dela “O QUE SERÁ QUE ALEC VIU NESSA MENINA?”
- Karl me falou sobre você. – a feição dela mudou rapidamente , como se essa última frase fosse muito importante para ela – Na verdade, você era a única coisa que ele sabia falar. Ele sentiu sua falta.
- Não mais do que eu dele. – ela havia ficado distante, perdida em sua mente. Alec quebrou o silêncio.
- De qualquer forma, derrotamos os romenos e tomamos o poder. Desde então impomos a lei aos vampiros de todo mundo, castigando-os quando são desobedecidas, mais você já sabe disso.- ele disse com cautela.
- É, eu sei disso – as imagens daquele dia invadiram a minha mente como um tsunami. Eu não passava de uma criança e já me sentia culpada por todo o caos que causei, todos da minha família podiam morrer naquele dia, não só a minha família, mas também os meus amigos... O engraçado é que eu não conseguia odiar os Volturi como deveria. Karl é meu amigo. Alec... hum, Alec é... alguma coisa importante que eu ainda não defini. E essa Electra, ela é um tanto cheia de si, mas eu não a odeio, não da forma que eu odeio a Jane, essa eu não vou com a cara mesmo.
- Houve muitas guerras, convenções, execuções e reuniões que deram guinadas importantes no rumo da historia, mas eu acho isso tudo besteira... Elle ouviu cada uma das atitudes tomadas pelo clã e não se lembra de nenhuma ou lembra?- ele levantou o olhar para Electra.
- Na verdade eu dormia nessas aulas e Felix nem percebia. Então, não, eu não lembro de nada. – ela sorriu de lado.
- Então o que vamos fazer nessas aulas? – eu quero passar mais tempo com você. Completei mentalmente.
- Eu estive pensando em um jeito mais interessante de te contar a historia do clã – como ele era lindo pensando.
- Que tal se você me disser um nome de um membro e eu te conto a historia dele? – ele me olhou da mesma forma que um filho olha pra mãe quando quer pedir aquele biscoito que ele não pode comer, como dizer não?
- Ótima ideia... Isso vai ser interessante – ele abafou uma risada, eu abri um sorriso. O que é isso que eu estou sentindo?
- Sabe Alec, segundo a minha criação isso se chama fofoca. - ela disse enquanto se levantava, eu finalmente entendi o porque de Karl sentir ciumes dela até com o lençol da cama. Ela era bonita, bonita demais - será que Karl já volto? – ela perguntou para Alec.
- Eu não sei, mas geralmente Karl se livra bem rapido da presença de Aro...- ...Isso é fato – ela completou – então eu vou indo, não estou afim de participar de roda de fofoca.
- Se você ver a Jane e ela perguntar por mim, o quê eu duvido muito, diz pra ela que eu me queimei pra ver como é a sensação.
- Pode deixar, até se ela nem perguntar nada eu vou falar com ela. – ela piscou um de seus olhos verdes para ele, alec abafou uma risada.
- Hum...Tchau Renesmee, foi realmente bom te conhecer – ela parecia sincera.
-
Tchau Electra! Manda um “oi” pro Karl, porque agora que ele chegou aqui ele me esqueceu. – ela não conseguiu esconder a raiva que sentiu por me ouvir dizer essas palavras. Ciumes. Pronto. Estamos kits.
Ela se virou e foi embora, andando de um jeito que me lembrava muito uma pessoa. Não consegui segurar o riso.
- O que foi? – Alec me perguntou.
-Nada, é que ela me lembra o proprio Karl.- disse, assim que ela sumiu do meu campo de visão.
- Hum... Foram feitos um para o outro. Mas então, qual o primeiro nome? – ele levantou uma sombrancelha e ficou esperando a resposta. Se eu dissese ALEC seria falta de educação então disse o segundo nome que me interessava no momento.
- Electra.
- Electra?
– ele repetiu o nome como uma pergunta.
- É, Electra. Ela é uma mestiça e, que eu me lembre, a 12 anos atrás eu estava sendo condenada a morte por ser tal coisa e agora vocês me aparecem com uma mestiça posicionada em lugar de importância ao lado dos tronos, qual a historia dela?
- humm...tá bom
- ele pareceu meio sem jeito para contar a historia dela, mais continuou mesmo assim - Aro não te conseguiu aquele dia e aquilo o deixou tão louco de raiva que ele teve essa ideia, se ele não podia ter você ele faria uma pra ele, mas ai veio a questão, quem seria o pai? Teria que ser alguém de importância e com um grande talento. Sobrou para Caius.
- Mais Caius não tem talento ou tem?
– não entendi o motivo da escolha.
- Ele não tem, mais Aro seguiu a lógica de seu avô Carlisle, que os seus talentos são os opostos de seus pais. Pela lógica, se Caius não tem talento algum, o oposto seria que ela tivesse qualquer talento que ela desejasse. Só que aconteceu uma coisa diferente, o talento de Caius se intensificou. Ela neutraliza o talento de outras pessoas, todos que a tocam são neutralizados e quando ela projeta o seu talento, todos dentro de um raio de 100 metros de distancia dela são neutralizados. Ela é uma arma. Caius só doou o esperma, nada mais, a mãe, ela sequer sabe quem foi. Isso fez dela uma criança um tanto briguenta. Ela tinha raiva de quem já teve uma familia e quase todos tivemos uma familia, então dá pra imaginar a garotinha chata que ela era. Só que ela tinha mais ódio era de mim e de Jane, nóis somos irmãos, irmão é uma coisa que ela nunca poderá ter. De tanto ela pegar no meu pé acabamos virando amigos, grandes amigos, o oposto aconteceu em relação a Jane, a cada dia que passa o ódio que elas sentem uma pela outra cresce. Mais por íncrivel que pareça, ela se tornou uma mulher inteligente, justa, corajosa e honesta. Porque, seriamente, ela tinha tudo pra ser uma Jane dois na vida. – ele disse tudo isso olhando para nada, devia estar se lembrando de toda a vida de Electra.
- Isso é meio triste. Quantos anos ela tem?- uma curiosidade minha.
- 10 anos, nasceu dois anos depois de você. – ele fez o dois com os dedos da sua mão direita.
- Isso explica o porque de Alice não conseguir mais ver as decisões de Aro, ela anda nublando tudo por aqui.- isso explicava tudo.
- E Aro se aproveita da situação, veja só, ele finalmente conseguiu você.- ele apontou para mim.
- Você, Electra, Karl...todos falam de Aro com repulsa. Se vocês adeiam ele tanto assim, porque não se mandam logo daqui, como Eleazar?
- Eu não sei, já nos acostumamos a atura-lo.
– ele me olhou cansado, parecia mais velho com esse olhar.
- Sinto muito que seja dessa forma – descansei a minha mão sobre a dele, em um gesto de pezar. Mais não foi isso que senti, na realidade eu não sei dizer o que senti. Foi uma vontade de ter mais, como se só encostar nele fosse pouco. Eu queria um aperto de mão, eu queria um abraço, eu queria um beijo, eu queria te-lô. Renesmee o que é isso? Que pensamentos são esses?
Ele me olhava sério, como se aquele toque tivesse significado tudo para ele. Aqueles olhos de um tom vinho me embebedavam, me convidando a se aproximar mais, ele fez isso por mim. Seu rosto foi vagarosamente quebrando a distância que havia do meu. Seu cheiro invadiu minhas narinas. Era doce, como o cheiro de todos os vampiros, mais o cheiro dele era diferente dos outros, era mais especial, mais pesado, parecia a mistura de todos as essências que eu amava. A ponta de seu nariz tocou o meu, instintivamente fechei meus olhos e esperei por aquilo que eu desejava.
Espera Renesmee. Ele é um Volturi, lembra? Ahh quer saber, quem liga pra isso? Ele está aqui, eu estou aqui e é isso que importa.
Nossos labios se tocaram sutilmente. Foi como se ele estivesse se permitindo derreter no fogo dos meus lábios. me deixei levar pela magia do momento. Que foi infelizmente cortada por som de passos em nossa direção. Alec me empurrou rapidamente, uma tentativa frustrada de disfarçar o que estavamos fazendo.
- Ora...ora...ora "Alec&Renesmee" meio inusitado, não?- Aro disse, enquanto batia suaves palmas.
Fiquei vermelha dos pés a cabeça, Alec encarava o chão, se sentia humilhado. Até compreendo. Ele, o ALEC VOLTURI, pego aos beijos com a "pequena cullen" pelo lider de seu clã, realmente é um fato constragedor.
- Não se envergonhem crianças, ninguém no mundo ficaria mais feliz com essa relação do que eu – Aro abriu um sorriso que ia de orelha a orelha. O olhar que Alec o direcionou transbordava Ódio, imagino o que ele queria dizer naquele momento.
- Minha cara Renesmee...Me pergunto se sabe lutar? – que bom que ele trocou de assunto.
- Hum...na verdade nunca tive motivos para lutar.- revirei os olhos.
- Então me sinto no dever de treina-la, queira me acompanhar.- ele estendeu a mão em minha direção.
Antes de me levantar, toquei a mão de Alec e deixei meu talento fluir, ele congelou com a imagem que viu: nós dois, sentados na minha cama. Espero que ele tenha entendido o recado. Então me levantei e sai, acompanhando Aro.
O resto do dia se passou inexoravelmente, treinei, me alimentei, treinei mais um pouco. Heidi me acompanhou até meu quarto. Um fato sobre Heidi: ela é uma mulher de poucas palavras.
Tomei um banho, vesti um shortinho, uma blusa de tecido leve e fui me deitar. Estava começando a achar que Alec não havia me entendido quando ouvi as batidas na porta, involuntariamente abri um sorriso e corri para abri-lá.
- Pensei que você não vinha.- Disse com um sorriso nos lábios.
- Eu sempre virei – seus olhos percorreram meu corpo. O que eu estava pensando quando vesti esse micro short? Abri mais a porta e o convidei para entrar, ele foi direto se sentar na minha cama. Corri para me sentar ao seu lado. Conversamos sobre coisas bobas e futis ,na verdade ele parecia muito interessado em minha vida. Não sei dizer a que horas o sono começou a me vencer mais derrepente ele disse que já estava na hora de ir.
- Você não precisa ir – não sei o que me fez dizer aquilo, talvez seja o fato de que estou acostumada a dormir sendo observada. Ele gostou da ideia, me aconcheguei em seu peito e lhe desejei uma boa noite.
- A melhor da minha existência. – ele susurrou enquanto passava a mão pelo meu cabelo.
Renesmee, Renesmee... Você foge de casa para não se casar com um Quileute e acaba se apaixonando por um Volturi?
Isso não estava nos meus planos... Mas no fim das contas, não era isso que eu queria? Agir contra a natureza?

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 26 Ago 2011, 18:09

prometo postar durant a semana uma preview do cap 5 cheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 26 Ago 2011, 22:03

Eu fiz umas imagens agora e achei tão fofas q tive que vir aqui compartilhar com vocês:
Elle / perfeita como sempre


Nez / TODA PODEROSA

Karl / Gostosão 66'

Alec / nem comento 666x666
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
@Stteffs
Conhecendo os Volturi
Conhecendo os Volturi


Idade : 20
Número de Mensagens : 286
Data de inscrição : 28/02/2010
Localização : Sumaré - São Paulo

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 26 Ago 2011, 22:27

Hey meninas eu peço primeiramente 1 milhão de desculpas
hoje minha mãe não deixou eu entrar mais cedo no computador No Crying or Very sad
Mym muuuuita obridada minha flor vc salvou a fic :<
Sara sua linda que bom que vc postou eu vou agora mesmo ler sua fic
E Mym o que é isso ?????????
essas fotos ficaram muuuuuuuuito lindas vc se superou ( vc sempre se supera) simplesmente perfeitas amei cada UMA delas
>}
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://neverfall-in-love.tumblr.com/
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Seg 29 Ago 2011, 09:02

mym ja to anciosa pela previa, não é preção mais
coloca logo por favor!
tekka eu te entendo, só não tenta mais me matar de
ansiedade viu. pois meu pobre coração não resiste.
beijooossss meninas
=D

acho que nem presisa comentar sobre este cap
ele dispensa comentarios.
lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Preview - Chapter V / Karl V. POV   Seg 29 Ago 2011, 17:40


Preview - Chapter V / Karl V. POV
Jane sai da minha frente, antes que eu esqueça de quem você é irmã e te jogue debaixo da primeira lareira que eu encontrar. – segurei as mãos dela antes que ela fizesse o que não devia. Ela riu ainda mais.
É por causa dela, não é? Você não consegue mais Karl? Ela te prendeu, não foi? Como fez com o meu irmão, como fez com Demetri. – Seus labios susurraram bem perto do meu ouvido.
Demetri? – soltei as mãos dela sem sentir. Como assim Demetri?
Você achou que todo esse tempo que esteve fora ela ficou te esperando? Tolinho.
Sua vadiazinha manipuladora...
É o que dizem, só estou repetindo o que ouvi. – estava tão intrigado com a informação, que sequer me toquei que ela estava pendurada em meu pescoço.
Jane sai daqui agora. Tentei empurrá-la de cima de mim, mas ela foi mais rápida. A maldita me roubou um beijo, a empurrei com tudo, ela caiu sobre a cama com um sorriso de orelha a orelha. Garota sádica.
Jane? – Electra estava parada na porta olhando a cena que estava armada sem carregar nenhuma expressão no rosto. MAIS QUE MERD*.


Uma provinha do proximo Capitulo, que será no ponto de vista do Karl. Completo msm só na sexta, roam as unhas kkk'
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Ter 30 Ago 2011, 07:23

mym pelo amor de deus vc quer me matar de anciedade
tekka dar um puchão de orelha na mym e faz ela postar
logo este cap se não eu vou ficar revoltada.
lol!

to muito anciosa me dar só mais uma palinha por favor. O)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Ter 30 Ago 2011, 21:04

mais uma palinha? qm sabe até sexta eu não posto alguma coisinha pequena?? tongue talvez amanhã..
mas completo msm só na sexta, partilhe da curiosidade Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Qua 31 Ago 2011, 07:47

amiga da onça vc né vai
mesmo fazer essa crueldade comigo.
uma pobre pessoa como eu que tenho
complexo quando se fala em esperar, mas tudo bem eu vou
conseguir
. :<¨


ate lá vou ficar de olho em vcs . cyclops


Voltar ao Topo Ir em baixo
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Qua 31 Ago 2011, 07:53

mym onde anda a tekka ela
meio que sumiu do top
vc tem aguma noticia dela to
com saudades
Crying or Very sad

tekka cadé vc garota dar sinal de vida . affraid
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Qua 31 Ago 2011, 14:02

nada Sad tô completamente sem noticias dela.... /e olha q ela geralmente entra mais na net q eu
se ele não entrar até o fim da semana eu vou ligar pra delegacia e fazer b.o. de desaparecida pale

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Qua 31 Ago 2011, 14:35

to comesando a achar que ela desistiu da gente Crying or Very sad

vou ver no email dela se consigo falar com ela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Qui 01 Set 2011, 19:12

eu estou trabalhando nessa imagem , to pensando em por mais gente tipo a jane o demetri o jacob e o HENRRY NÉAH TEKKA? /cade vc menina?



Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
@Stteffs
Conhecendo os Volturi
Conhecendo os Volturi


Idade : 20
Número de Mensagens : 286
Data de inscrição : 28/02/2010
Localização : Sumaré - São Paulo

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 02 Set 2011, 09:57

Gente CALMA!!!!!!!!
Eu sei que não dá p/ viver em um mundo sem mim mas tbm não precisa exagerar
Sara primeiro de tudo eu NUNCA vou abandonar vcs ok ( a não ser que eu morra pale / ou que eu fique sem net / o que é quase a mesma coisa Razz )
Gente eu realmente ando meio sem tempo por isso eu nem tenho entrado tanto é que minha escola ela é um tanto puxada e agora tô na semana de provas e trabalhos e tals então não tenho muito tempo p/net
Hoje ( agora rsrs*) eu vou postar a Fic afinal é Sexta cheers
E eu sei sara que vc não aguenta mais
Mym linda do meu coração >}
Eu sei do Henry mas eu simplesmente não consigo encontrara um bom ator p/ ele
Eu vou tentar dar mais uma olhada por aí...
Bom meninas é isso só não me matem ok ????
Beijinhos

P.S. foto perfeita como sempre
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://neverfall-in-love.tumblr.com/
@Stteffs
Conhecendo os Volturi
Conhecendo os Volturi


Idade : 20
Número de Mensagens : 286
Data de inscrição : 28/02/2010
Localização : Sumaré - São Paulo

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 02 Set 2011, 10:38

Chapter V

Karl V. POV

________________________________________
Minha mente estava dando voltas com a novidade... Elle tinha razão, Aro não passa de um velhote egocêntrico e autocentrista.
"Faça de tudo para manter Renesmee aqui, ela não pode ir embora antes do tempo." Ele me disse com aquele olhar que queria dizer tudo e nada ao mesmo tempo.
O que eu poderia fazer para segura-la? Se ela quiser ir embora, eu não devo deixá-la ir embora? Ou devo amarra-lá ao pé da cama? Estou começando a me arrepender de tê-la convencido a vir para cá. Estou sentindo que meti ela, eu, Elle e até o Alec em problemas.
Elle não estava em seu quarto, então fui para o meu. Precisava pensar em um meio de sair dessa bagunça que Aro está armando. Entrei no meu quarto sem pensar em nada, de olhos fechados.
Nessas horas eu queria tanto ser um mestiço, poder apagar da realidade, às vezes, é uma dádiva. Joguei-me no sofá branco, o preferido de Elle, eu precisava relaxar.
- Você está tenso. Eu sei uma cura para isso. – Levei um susto com aquela voz tão perto de mim.
- MAIS QUE -sou bonzinho e não uso palavrões no fórum alheio- VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI? - Fiquei de pé no instante em que pensei no ato, Jane estava sentada na poltrona que fica atrás da porta... Como eu não vi ela ali?
- Calma, eu só estou querendo ajudar. – Ela fez uma cara de inocente.
- Recuso qualquer coisa que venha de você. – Eu praticamente cuspi as palavras na cara dela.
- Você não costumava me tratar assim. – Ela veio se aproximando de mim, estava se sentindo a Emmanuelle¹.
- Disse certo "Eu não costumava te tratar assim.", porquê de agora em diante esse vai ser o único tratamento que vai receber de mim. – À empurrei para bem longe, ela bateu na parede e sorriu.
- Então agora vai ser assim? Eu nunca fiz sexo selvagem antes, mas já que você quer. – Ela voltou para cima de mim com uma cara que antes me fazia perder a razão, mais agora a única coisa que eu conseguia sentir era repulsa. Ela começou a abrir o zíper da minha calça, discretamente.
- Jane sai da minha frente antes que eu esqueça de quem você é irmã e te jogue debaixo da primeira lareira que eu encontrar. – segurei as mãos dela antes que ela fizesse o que não devia. Ela riu ainda mais.
- É por causa dela, não é? Você não consegue mais Karl? Ela te prendeu, não foi? Como fez com o meu irmão, como fez com Demetri. – Seus lábios sussurraram bem perto do meu ouvido.
- Demetri? – soltei as mãos dela sem sentir. Como assim Demetri?
- Você achou que todo esse tempo que esteve fora ela ficou te esperando? Tolinho.
- Sua vadiazinha manipuladora...
- É o que dizem, só estou repetindo o que ouvi. – estava tão intrigado com a informação, que sequer me toquei que ela estava pendurada em meu pescoço.
- Jane saia daqui agora. – Tentei empurrá-la de cima de mim, mas ela foi mais rápida. A maldita me roubou um beijo, a empurrei com tudo, ela caiu sobre a cama com um sorriso de orelha a orelha. Garota sádica.
- Jane? – Electra estava parada na porta olhando a cena que estava armada sem carregar nenhuma expressão no rosto. MAIS QUE -sou bonzinho e não uso palavrões no fórum alheio-.
Jane passou por mim e parou bem ao lado de Elle, na porta – Sombra-do-Alec, você pode me dizer onde está o Alec?
A última vez que o vi, ele estava entrando em uma lareira para saber qual é a sensação. – Jane fechou a cara e saiu.
Elle entrou sem me dirigir uma palavra, quem dirá um olhar e se sentou no sofá DELA.
- Elle... Eu... Não aconteceu da maneira que você está imaginando. – Me senti um tolo ao repetir aquelas palavras já tão gastas.
- Você não precisa se explicar . – ela me cortou. – Você nunca me prometeu nada, nunca disse que eu era a única. Eu te conheci assim Karl. Você nunca se contentou com uma só, mas tinha que ser logo a Jane? – finalmente ela levantou seu olhar para mim, como me doeu olhar para dentro daqueles olhos verdes e encontrar decepção.
- Elle eu t... – era tão difícil assim completar a frase? São só três palavras. As mais difíceis do dicionário. – Elle eu nunca faria isso com você. Se quiser eu chamo Aro aqui, pra ele entrar na minha mente e te provar que nada aconteceu. Ela é que estava aqui no meu quarto, me esperando. Você sabe que ela não presta. – Cai ajoelhado de frente para ela, suas mãos brincaram com o meu cabelo.
- Eu conheci a tal Renesmee hoje. – Típico da Elle, trocar de assunto rapidamente quando se sentia fragilizada.
- E então? – fiz o que ela queria, demonstrei interesse no assunto. Na verdade, eu estava mais interessado era no movimento de seus lábios cheios e rosados enquanto ela falava.
- Ahh... Ela é um pouco mimada, mais uma coisa eu posso afirmar: Ela senti algo pelo Alec, só não sabe o que é ainda. – ela sorriu, como eu amava ver aquele sorriso. Fui me aproximando dela sem pensar em meus movimentos, eu só precisava fazer isso, precisava beijá-la. Isso é uma coisa que eu nunca vou me cansar, porquê sempre parecia a primeira vez. Seus lábios tocando os meus, sua língua brincando com a minha, minha mão em seus cabelos, aquele perfume de almíscar que me deixa doido.
Eu a amava, não a amava? Se não for amor o que é isso então? Esse sentimento tão forte que me faz ser capaz de cometer atos tão insanos?
- O que Aro queria com você? – aquela voz descomplacente quebrou meu momento confuso.
- Falar mais um pouco em enigmas, velho doido. Diz ele que eu tenho que manter Renesmee aqui de qualquer forma, ela não pode sair daqui de jeito maneira.
- Que droga, Alec está dando um motivo a ela para permanecer.
- Também pensei isso. Se eles dois tiverem alguma coisa, Aro ganha.
- Mais não podemos pedir a Alec para simplesmente esquece-lá, seria muito egoísmo de nossa parte. Ele finalmente está gostando de alguém legal e... Logo quem. Sempre soube que Alec era propenso a encrencas, olhe só quem são os amigos dele. – Ela apontou para mim.
- Definitivamente, péssimas companhias. – Não contive a risada, ela riu comigo. Elle conseguia ser mais linda rindo, a puxei e ela caiu deitada por cima de mim no chão. O fato de seu corpo quente pressionando o meu, fez minha mente pensar em diversas maneira de arrancar o tecido que impedia sua pele de tocar a minha. Ela se virou e deitou ao meu lado, sua cabeça posta sobre meu braço. Parecia bastante entretida em brincar com os dedos da minha mão.
- Descanse sua mente Karl, dá pra sentir a tensão do meu quarto. – Fiz o que ela pediu, fechei meus olhos e me deixei levar pelo movimento constante de seus dedos brincando com os meus. Por um período indeterminado de tempo, eu não pensei em nada. Se eu ainda fosse humano, eu teria dormido feito uma pedra.
Fui desperto de meu transe por batidas fortes em madeira maciça, porém não fiz questão de abrir meus olhos. Elle se levantou e foi abrir a porta.
- Tio? Hum...Oi. – Primeiro, seu tom de voz era surpreso, depois, tímido e "tio"? Ela não chama Aro de tio .
- Posso entrar? – Mais é claro, só podia ser Marcus.
- Sim... Karl eu já vou indo. – Marcus era o único dentro desse buraco que Aro chama de castelo, que ela ainda cultivava algum tipo de respeito.
- Hey, espera! - abri os olhos, ela de baixo para cima continuava tão encantadora quanto de cima para baixo, me levantei e fui até a porta. Marcus passou por mim, me deu aquele olhar que ele só costumava dar quando o assunto era sério. Elle saiu, a segui e fechei a porta atrás de mim, ficamos no corredor. Acho que ela queria um pouco de privacidade de Marcus, ele a deixa desconfortável.
Vamos caçar hoje à noite? - Quase não dava pra perceber, mais ela já estava começando a apresentar marcas arroxeadas abaixo dos olhos. Eu não gostava nem um pouco da idéia de saber que ela estava sentindo mais dor que o normal.
- Uhum... Claro, que horas?
- Às sete, está bom? - Elle assentiu com um leve movimento com a cabeça
- Também vou chamar o Alec, a última vez que ele caçou foi comigo.
- Sem problemas. Quem vai ser a isca?
- EU! Ou você está disposto a vestir meia rastão e minissaia e ficar dando mole para aquela escória? - Ela levantou uma sombracelha e deu um sorriso desafiador. Ela era adorável quando deixava seu lado competitivo tomar conta de si.
- Sabe Elle, concerteza eu conseguiria mais presas do que você. – Mentira. Se ela vestida de freira já fazia qualquer um cambalear, imagina de minissaia.
- De qualquer maneira, encontro com você e Alec na entrada. O que você acha de... – ela fez uma pausa, criando um clima de suspense. – Roma?
- Ela vai ficar ainda mais linda com você lá. – Consegui! Ela corou, a peguei desprevenida, esses momentos eram tão raros que se tornavam especiais. Levei minha mão automaticamente ao seu rosto. Era sempre assim com ela eu agia sem pensar, ela me trazia um pouco da minha humanidade que a muito estava perdida. Eu gostava disso.
- Karl, acho melhor eu ir... Marcus está te esperando... Eu não gosto de arrumar problemas com ele. - Ela disse se atropelando nas palavras. Nervosismo. Isso fazia seu coração bater mais rápido, o que fazia as suas veias bombearem mais sangue, seu cheiro era tão desejável, tão doce, irresistível. Nessas horas eu me agarrava a aquele perfume de sol, lilás, almíscar e algo mais que eu não sei descrever, uma coisa característica dela, que a fazia uma igual não uma presa.
Desci minha mão até sua cintura e enterrei meu rosto em seu pescoço – Até as sete. – sussurrei em seu ouvido antes de tomar seu rosto em minhas mãos e depositar mais um beijo em seus lábios cheios e quentes.
- Até as sete. – Ela repetiu, ainda de olhos fechados e então ela abriu aqueles olhos verdes, puxou as minhas mãos de seu rosto e as ficou segurando por um tempo antes de se virar e ir. O seu cabelo cor de ouro reluzia os últimos raios solares do dia que entravam pela clarabóia. Eu fiquei observando o seu andar descontraído, relaxado e sedutor até ela sumir no corredor. Então me virei para a porta e entrei, Marcus me esperava sentado na poltrona que antes foi ocupada por Jane. Fiquei em pé e cruzei os braços.
Quando eu ia abrir a boca para dizer "Qual o problema?" Marcus foi mais rápido e perguntou com um ar superior – Ela já sabe que você a ama?
Aquilo me pegou completamente desprevenido. Se eu ainda tivesse sangue em minhas veias, eu estaria corando furiosamente.
- Não venha me dizer que você não a ama. Eu te conheço Karl, ela não é igual às "outras".
- Eu não sei o que é. – Mentira. No meu intimo, eu já tinha certeza.
- Me diga, o que você vê nela? – Ele semicerrou os olhos, estava me testando.
- Tudo – A resposta não foi o suficiente para ele, ele queria detalhes. – Eu vejo aqueles olhos verdes que parecem conhecer cada canto da minha alma, se eu ainda tiver uma alma. Eu vejo aqueles lábios cheios e rosados que nunca parecem saciar a minha sede. Eu vejo aquela pele tão quente e macia que meus dedos nunca cansam de percorrer. Eu vejo aquele andar pretensioso, aquele sorriso avassalador. Eu vejo as curvas do seu corpo, Hum... – abafei uma risada - Acho que perdi minha sanidade em alguma delas. Ela é tão corajosa, sedutora, determinada, tentadora, inteligente, desejável. Isso! Essa é a palavra certa. Ela é desejável. Éh... eu amo Electra, mas ela não sabe disso.
Ele esboçou um leve sorriso em seu rosto – Aro sempre disse que essa espécie hibrida tinha essa habilidade natural, envolver todos ao seu redor em suas mãos. Mais não é para isso que vim aqui. - me sentei no sofá branco.
- O que Aro quer com você toda hora? – Uma diferença entre Marcus e Aro: Marcus vai direto ao ponto, enquanto Aro nos cansa com seus rodeios.
- Hum... Ele praticamente fica falando a mesma coisa em enigmas... Ele quer Renesmee aqui por tempo indeterminado. – minha voz soou entediada, eu já estava cansado dessa pergunta.
- Então faça o contrario, fuja com ela daqui. – ele replicou.
- Eu não posso. – encarei o chão, sentindo a verdade em minhas palavras.
- Leve Electra com você. – Ele disse, revirando os olhos.
- Não é isso, é que Renesmee está "envolvendo "alguém daqui – soltei o meu sorriso irônico.
- Quem? Não me interessa... Se ele se importa com ela ,vai querer ela a salvo e aqui ela não está nem um pouco segura. – ele saiu e fechou a porta atrás de si. Acho que esse é o talento de Marcus, bagunçar a mente alheia. Ele veio aqui me fez admitir o amor que sinto pela Elle, me deu a ideia de desertar meu clã e ainda carregar Electra e Alec comigo só para salvar Renesmee do que seja que Aro anda tramando.
Depois de passar um tempo pensando sem mover sequer um músculo, me lembrei da caçada desta noite. Olhei para o relógio e já eram 6 e 45, eu tinha 15 minutos para me encontrar com Elle e Alec na entrada principal. Entrei dentro do closet e sai em menos de 5 minutos. Vesti uma camisa de mangas cumpridas preta com uma gola em V, um jeans Levi e um coturno qualquer. Voei pelos corredores, cheguei lá as exatas 6 e 55, Alec já estava esperando.
- Nada da Elle? – Perguntei.
- Não, sabe como são as mulheres. – Alec disse sorrindo, ele estava com um sorriso bobo estampado no rosto, sem motivo algum.
- O que foi Alec? Viu um passarinho verde? – disse levantando uma sombracelha, ele estava estranho.
- Melhor! - ele se virou pra mim. Eu conhecia aquele olhar, vi muito no rosto da Elle nas últimos dias.
- Ela te beijou ou você beijou ela? Não me importa... ah não, sério foi ela? – deixei a curiosidade tomar conta de mim.
- Nós meio que nos encontramos no caminho. – ele fez uma mímica com as mãos. Ela, a mão direita, ele, a mão esquerda, indo de encontro ao outro.
- Mando bem menino, presto bastante atenção nas aulas que eu te dei. - Pulei em cima dele e comecei a fingir uma luta de boxe, coisa de garoto.
- Hurgh Hurgh... Dá para vocês pararem de brigar, por favor. - A voz da Elle irrompeu nervosa pelo saguão de entrada, levantei meu olhar para ela e conclui que não havia uma palavra certa em meu vasto vocabulário que pudesse descrevê-la nesse momento.
- Então, será que assim eu chamo a atenção? – Ela se olhou como se ainda não estivesse boa o suficiente.
- Você está querendo me trair essa noite Elle? - Eu nunca havia percebido o quão ciumento eu sou até agora.
- Essa é a sua forma de dizer que eu estou sexy Karl? - Ela se aproximou de nós, com ares de vitoriosa.
- Não, essa é a minha forma de dizer que seu vestido está mais pra uma blusa. – Cruzei meus braços sobre o peito. Ela mordeu seu lábio inferior.
- Ahh... Arrumem um quarto! – Alec bufou do nosso lado.
- Eu estou bonita? - ela se virou e perguntou para Alec.
Elle ,sinceramente, hoje você está fazendo até padre pecar. - Ele deu um piscadinha de olho pra ela que a fez abrir mais um daqueles sorrisos desconcertantes.
- ALEC! - gritei, eu sempre senti ciúmes do Alec mesmo. - Dá pra gente ir logo. - Peguei a mão da Elle e sai puxando ela pra porta de entrada, Alec não segurou o risada enquanto nos seguia.
Pegamos o meu carro, um Bentley Continental Supersports Coupé prata, e seguimos a toda a velocidade para Roma. Em uma hora chegamos lá, Alec nos guiou até umas vielas que segundo ele era uma área da pesada. Não me senti bem deixando Elle sozinha em uma esquina enquanto eu e Alec esperávamos no telhado de um prédio em um beco bem distante de tudo, mais ela sabia se virar bem sozinha.
Foi coisa de 20 minutos antes de ela aparecer com um grupo de bêbados dizendo "As meninas estão por aqui, me esperando." não contive o riso ao pensar que na verdade "As meninas" eram Alec e eu.
Foi uma coisa rápida, Elle não gostava de brincar com a presa, então respeitamos sua opinião. Depois de três corpos estarem drenados no chão me senti bem, a sede estava controlada, podia agüentar por mais umas semanas.
Acabamos voltando mais cedo do que o previsto. Alec disse que tinha algo para fazer ainda essa noite, não pude deixar de me preocupar com o fato de que ele estava dando de presente a Aro o que ele queria. Eu precisava contar isso para Alec, mais não agora, não essa noite.
Assim que chegamos Alec se despediu de nós e partiu pelo corredor leste atrás de Renesmee, tenho certeza, me deixando pela primeira vez sozinho com Elle e aquele vestidinho preto. Não pude conter os pensamentos que invadiram a minha mente. Ela era desejável de uma forma, um tanto perigosa.
- Elle, porquê não subimos para o seu quarto e então eu te ajudo a tirar esse maldito vestido? – Eu disse levantando uma sombracelha, a idéia implícita na frase era clara, e ela estava com a mente no mesmo lugar que a minha. Abri o meu sorriso torto.
- Primeiro você vai ter que me pegar. – uma expressão infantil e pervertida tomou conta de seu rosto. Ela queria brincar. Dei um passo para frente, ela deu dez para trás, um sorriso safado se formou em seus lábios. Então me joguei em sua direção, ela voou para os corredores, peguei ela pela cintura no meio das escadas para o terceiro andar. Ela não conseguia parar de rir enquanto eu a levava para os andares superiores. Quando chegamos à porta do seu quarto ela me fez solta-la, virou de frente para mim e pulou no meu colo. - de frente é bem melhor - ela sussurrou, um sorriso malicioso brincou no canto de seus lábios. Eu tinha que beijá-la, uma mão minha permaneceu em seus quadris enquanto a outra trilhou um caminho por seus cabelos cor de ouro.
A beijei avassaladoramente, não me importando em ser cauteloso, mas ela não pareceu se importar, ela pareceu até gostar. A imprensei contra a porta, meus lábios desceram para seu colo seu coração batia de uma forma ensurdecedora, seu corpo sempre a entregava, abafei uma risada. Ela levantou minha cabeça e encostou meu nariz no seu.
Ela estava simplesmente arrebatadora. A pupila de seus olhos estavam dilatadas, uma fenda para sua alma, ela estava brilhando. Seus lábios estavam inchados, graças a mim. Sua respiração estava incontrolável. Sua bochecha levemente rosada pelo calor que irradiava de si própria. Seus cabelos estavam bagunçados de uma forma encantadoramente sexy e eu estava completamente hipnotizado pelo sorriso que surgiu no canto esquerdo de seus lábios.
- Eu te amo. - cobri sua boca com a minha. Ouvir aquilo foi como ouvir a mais doce das melodias. Mais isso não era bom, ela não podia me amar, eu não era bom pra ela, ela merecia coisa melhor, por isso me encarreguei da missão de não da-lá mais a oportunidade de falar essa noite.
(...)
Ela estava deitada de bruços dormindo, suas costas e pernas descobertas pelo lençol branco. Fiquei lá deitado ao seu lado, a observando sonhar. Tenho certeza que ela estava sonhando, porque frequentemente o canto direito de seus lábios formavam um meio sorriso. Afastei uma mecha de seu cabelo que teimava em cair sobre sua face.
Pensei em tudo o que havia acontecido hoje: Aro e suas ordens, Marcus e sua idéia, Alec e Renesmee, Electra e seu "Eu te amo". A última foi o que mais martelou em minha mente. Eu conheço Elle. Eu sei que ela não teria dito isso, ainda mais para mim, se não tivesse certeza absoluta de seus sentimentos e acreditasse que o momento fosse o certo para expôr-los. Eu devia ter dito algo, não devia? Ela esperava que eu dissesse algo. Talvez não, ela me conhece bem ou ao menos me conhecia bem. Ela nunca me pediu exclusividade, ela sabe que eu sou um canalha que adora colecionar mulheres, mais eu mudei muito nos últimos meses. A ideia de que ela nunca mais seria minha, de que ela não me perdoaria, me fez enxergar a importância dela em minha existência.
Des de daquele dia em que ela olhou dentro dos meus olhos e confessou estar cansada de lutar contra a força que a empurrava contra mim, o dia em que ela me deu permissão para entrar em seu mundo secreto. Tudo passou a ser ela, mais eu era prepotente, egoísta demais para enxergar o que estava bem na minha frente.
Ela pegou minha mão que ainda estava acariciando seu rosto, abriu aqueles olhos que mais pareciam uma densa floresta verde cheia de segredos e esboçou um leve sorriso, o mais contagiante de todos. Tive medo de abrir a boca e estragar o momento, mas não consegui segurar a língua.
- Ti amo così tanto.²
________________________________________
¹ Saga de filmes pornô em que a principal também se chama Emmanuelle.
²"Eu te amo tanto." em italiano.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://neverfall-in-love.tumblr.com/
@Stteffs
Conhecendo os Volturi
Conhecendo os Volturi


Idade : 20
Número de Mensagens : 286
Data de inscrição : 28/02/2010
Localização : Sumaré - São Paulo

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 02 Set 2011, 10:50

Meninas o capítulo
Estou perdoada??
por não ter entrado a semana toda ... e por não ter postado semana passada????
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://neverfall-in-love.tumblr.com/
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 02 Set 2011, 14:54

Bem não sei se estou feliz mais
pelo cap ou por ter a você tekka de volta
se vc sumir de novo eu vou colocar o FBI atrás de vc tá entendendo
garota Laughing



bem sobre o cap eu não sei mais o que pensar to
prefirindo me surpreender com as novidades.
ficou impecavel como sempre meninas e já vou postar o meu.


bbjjjsss >}
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sex 02 Set 2011, 16:09


sara obrigada pelo "impecavel como sempre" nem precisa tanto..
Razz

e tekka, finalmente menina!!! cheers
tava morta de saudadsss de você,vc tem q vir aqui pra angra urgentemente não aguento mais.... te amo linda e ve se não some de novo
Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
@Stteffs
Conhecendo os Volturi
Conhecendo os Volturi


Idade : 20
Número de Mensagens : 286
Data de inscrição : 28/02/2010
Localização : Sumaré - São Paulo

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Sab 03 Set 2011, 09:28

Nossa eu nunca mais sumo vc não viu ??
A sara tem contato com o FBI ( mas tipo sara se eu sumir manda um agente do FBI bem Twisted Evil p/ mim ok ?? 66' )
KKKKKKKKKKKKKKKKKK'
Mym o que eu mais quero é ir p/ angra
Agora é só orar muito p/ que eu possa ir O)
Tomara que dê tudo certo
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://neverfall-in-love.tumblr.com/
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Seg 05 Set 2011, 12:57

tô rezando o terço, a novena e seilá mais oque pra vc vir logo pra cá.... cheers

talvez lá pra quarta-feira eu solto uma preview do proximo cap,,, Razz

tekkaa já estou escrevendo a intro do cap 9, vo deixa tudo arruamdinho pra vc só entrar com o seu personagem Laughing

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Seg 05 Set 2011, 13:11

otimo meninas vou adora a previa do proximo cap

só me deixa mais curiosa.Rolling Eyes



e desejo boa sorte pra viagem de vcs dar certocheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Ter 06 Set 2011, 18:37

Preview do Chapter VI - Em homenagem ao dia do Sexo Twisted Evil

Qual o problema agora? – Sua voz saiu pesada, fria.
É que... eu... eu nunca fiz isso antes. – Minha voz foi morrendo aos poucos. Encarei o chão, deixando a vergonha tomar conta da minha face.
E está com medo de me desapontar? – Ele levou a mão ao queixo, me avaliando. Mordi meu lábio inferior.
Se serve de entusiasmo, você já está superando todas as minhas expectativas. – Seus olhos percorreram meu corpo, gostando do que via. Eu estava uma bagunça, levantei as alças do meu vestido, por costume.
A menos que você não queira faze...
EU QUERO VOCÊ! – O cortei, o que aconteceu em seguida foi muito rapido para os olhos humanos. Ele me pegou no colo e me levou até uma mesa de estudos, me sentando bem na beirada, se posicionou bem no meio das minhas pernas e deixou seus labios passearem por meus ombros, pescoço, colo, tudo.
...fazer isso agora, eu posso espera... – Ele continuou.
EU QUERO VOCÊ AGORA! – O cortei novamente, ele abafou uma risada.
Esse teu jeito imprevisivel vai acabar me enloquecendo.

----
Detalhe: esse trecho faz parte de um flashback

Ahê, feliz dia do sexo pra todo mundo!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
saracullen
Sem Edward
Sem Edward


Idade : 23
Número de Mensagens : 208
Data de inscrição : 28/06/2011
Localização : coração de jocob em direção ao infinito

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Qui 08 Set 2011, 14:18

mym to chocada com isso:shock:



mas ta muito bom garota fiquei com

muita curiosidade pra saber o desfecho da cena.Neutral



vc saber que eu ate consigo imaginar essa situação:roll:



adorei vc Alec to gostando cada vez mais de vc.

segura a ness longe do lobo da Emy.Wink



vou ficar com saudades semana que vem mas vou olhar a noite.Sad flower
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yasmim L
Conhecendo a história de Jasper
Conhecendo a história de Jasper


Idade : 21
Número de Mensagens : 371
Data de inscrição : 19/04/2010
Localização : Brincando com a "comida" nos becos de Volterra com Alec e Demetri... 666'

MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Qui 08 Set 2011, 17:40

isso ahê alec, faz o seu trabalho hôme! pega a nez e a ensina a viver Twisted Evil kk'

postagem do proximo cap amanhãa Razz finalmeeente
e tekka nóis temos q agilizar com o henry study , senão atrasa a fic... ele ainda tá devendo uma resposta pra Elle Rolling Eyes
já li e reli todas falas desse cap um milhão de vez,, estou curiosa sobre o henry
lol! kkk'
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.deciphermee.tumblr.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.   Hoje à(s) 09:18

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Blizzard |Decepção é como a neve. Com o tempo, derrete.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 10, 11, 12  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Montanhas da Neve Eterna
» [Tutorial]Como fazer avatares iguais ao seu personagem
» Como nukar o server:
» Como utilizar o Team Speak 3 do kpdo
» Como fazer magia de Buff no EO?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Doce Vampiro :: FORKS NEWS :: FanFics-
Ir para: